Alergia a picada de insetos: seu cão também pode ter!

Alergia a picada de insetos é mais comum em cães do que você imagina. Paula Traldi, veterinária e bioquímica especialista em cosmetologia, te conta mais sobre esse problema






Chegou em casa e seu animal está com o focinho muito inchado? Percebeu que seu animal está com tanta coceira que está se machucando? Ele está incomodado com a patinha, mordendo e lambendo? Pois é, tudo isso pode ter ocorrido por picadas de insetos comuns em grandes cidades.


Pulgas, carrapatos, abelhas, formigas, mosquitos, todos estes insetos podem picar seu animal e alguns podem ser mais alérgicos a estas picadas.


Mantenha a calma, e tente descobrir qual o inseto que picou seu animal, isto será muito importante quando chegar ao veterinário. Sim, é necessário levar ao veterinário, o ferrão ainda pode estar em seu animal; o processo alérgico ainda pode aumentar e a necessidade de utilizar medicamentos específicos se tornar uma realidade. Nestes casos, a ação precisa ser rápida, pois a alergia é imprevisível.


Filhotes e animais muitos curiosos são geralmente picados por abelhas quando tentam pegar as abelhas da mesma forma que fazem com as moscas. As picadas geralmente acontecem no focinho e podem levar em casos extremos a choques anafiláticos. Estes casos são raros, na maioria das vezes o animal ficam com a região muito inchada, assustando seus proprietários. O ideal é levar ao médico veterinário para uma avaliação e caso necessário administração de medicamentos compatíveis.


Picadas de pulgas e carrapatos são a maior parcela destes episódio e precisamos considerar dois pontos principais nestes casos: Prevenção e controle ambiental. A prevenção deve ser feita usando os medicamentos disponíveis no mercado com esta função, e hoje em dia, temos muitas opções, desde os comprimidos mastigáveis até pipetas tópicas que são

excelentes nesta prevenção. Seu médico veterinário irá indicar aquele em que ele mais confia.


O controle ambiental deverá ser feito em sua casa, pois uma grande parcelas destes insetos acabam no ambiente e não no animal. Neste caso, lavar as cobertas, caminhas e roupinhas periodicamente, lavar o ambiente onde o animal fica, todas medidas simples, de higiene comum, ajudam a prevenir e combater este tipo de inseto.

Muito se tem falado da Leishmaniose, doença causada pela picada do mosquito flebótomo, ou mosquito palha. A fêmea do mosquito está presente em todo território nacional, mas as regiões norte e nordeste possuem uma incidência maior de casos. Para este caso, a prevenção deve ser feita com o uso de algumas coleiras específicas que repelem o mosquito.


O que precisamos ficar atentos é com a prevenção. Ela está presente na maioria dos casos de picadas por insetos e este deve ser o foco do proprietário. Um animal saudável deve estar com suas vacinas em dia e também utilizando métodos de prevenção a estes agentes.


#alergias #prevenção #carrapatos #pulgas #cachorro

75 visualizações

Autenticão 2018

Todos os direitos reservados

  • White Facebook Icon
  • White Instagram Icon
  • White LinkedIn Icon
  • White Google+ Icon

Autenticão - São Paulo - ​30.041.893/0001-84​ - PAC 9 dias úteis / Sedex 6 dias úteis

Site created by Carolina Koury