Coleiras: riscos e usos

Atualmente encontramos uma infinidade de tipos e modelos diferentes de coleiras. Você sabe qual a mais adequada para o seu filhote? Andrei Kimura da Cão Cidadão te ajuda!



Seu amigo merece segurança e conforto durante o passeio (fonte: Flickr)

Vivemos com nossos amigos peludos na sociedade humana e isso nos obriga a colocar sobre eles regras de convivência com outros da sociedade o que, necessariamente, passa pela segurança dos nossos cães. A coleira é uma forma de controle sobre os mesmos,

mas também representa lhes proporcionar estarem fora do perigo e cabe a nós estarmos

atentos a essa situação.


Existem variados tipos de coleiras no mercado. Todas complementam o mesmo conjunto:


_ Coleira: artefato que envolve o animal no pescoço, peitoral ou focinho. Também pode receber a plaquinha de identificação contendo o nome e telefone do tutor;

_ Guia: fita ou corda - que por meio do mosquetão - se liga a coleira em situações que se precisa ter controle sobre o cão.




Coleiras de pescoço

As coleiras de pescoço não são as melhores opções. Conduzir um animal pelo pescoço pode lesionar a traqueia, canal de passagem de ar. Para algumas raças de pescoço fino, precisam ser mais largas no caso de condução com guia, como é o caso dos galgos. Já os braquicefálicos (buldogues, pugs...), podem ter sua respiração ainda mais dificultada em função de sua anatomia e por isso não é recomendado o uso. Essa coleira pode trazer malefícios também para cães com problemas na coluna, favorecidos pelo peso ou comprimento (Dachshund).


Enforcadores e coleiras de choque

Ainda com relação a equipamentos usados nos pescoços existem os enforcadores, estes são piores ainda para a possibilidade de ferir o animal, tanto pelo enforcamento quanto pelo atrito entre o mesmo e o pescoço. Não se aventure a utilizar o enforcador sem a ajuda de um profissional de adestramento, o perigo para o seu filhote pode ser grande. Enforcadores com dentes para dentro estão fora de cogitação, assim como, coleiras que dão choque, por isso esses não serão explorados nesse post.







Coleira peitoral

A queridinha dos tutores conscientes desses riscos é a peitoral. Confortáveis para o cão, podem ser usadas, independentemente de qual raça. No entanto, exatamente por serem confortáveis e ter um desenho que favorece o carregamento de peso, favorecem que o animal puxe e, dependendo do tamanho do seu cachorro, isso torna o passeio inviável. Assim sendo, é importante adestrar o cão para o passeio desde cedo para que esses fatores não inviabilizem o passeio. Como fazer isso? Através do reforço positivo, que significa recompensar o mesmo quando ele não estiver puxando, recompensar seja com petiscos, afagos e elogios ou mesmo com a continuidade do passeio fazendo que ele entenda que ele só tem a ganhar se comportar-se sem puxar.


Peitoral de treinamento e coleira cabresto

Existem também coleiras mais técnicas: peitoral de treinamento e coleira cabresto. Esta ultima tem o mesmo princípio dos cabrestos usados nos cavalos, tem uma aparência que

pode ser confundida com uma focinheira, mas não é, e também não tem aqueles ferros que se coloca na boca do cavalo (bridão), funciona só externamente. O princípio é que o por maior que seja o animal, ele não tem força suficiente no pescoço para virar a cabeça na direção contrária a que você está puxando. A peitoral de treinamento é considerada mais branda que a coleira cabresto por não forçar o pescoço, e sim, girar o cão na direção oposta àquela que ele puxa, por estar presa à guia na região frontal do peito. Ao puxar, seu cão ficara de frente para você.


Qualquer que seja o instrumento, não existe mágica. O simples fato de colocar uma peitoral de treinamento pode ter um reflexo imediato no comportamento de alguns cães que puxam, no entanto, trabalhar dessa forma pode levar o animal a se sentir incomodado e não é essa nossa intenção. É importante recompensá-lo por ter a atitude que gostamos que ele tenha, ou seja, não puxar.


Consulte um profissional e saiba qual a melhor coleira para o seu melhor amigo! Não tente fazer sozinho, evite acidentes, eles podem ser irreversíveis.


Até mais!

#adestramento #coleira #cachorro #cuidados #caocidadao


15 visualizações

Autenticão 2018

Todos os direitos reservados

  • White Facebook Icon
  • White Instagram Icon
  • White LinkedIn Icon
  • White Google+ Icon

Autenticão - São Paulo - ​30.041.893/0001-84​ - PAC 9 dias úteis / Sedex 6 dias úteis

Site created by Carolina Koury