Compulsão alimentar em cães

Seu cão come muito rápido e está sempre de olho em comida? A veterinária Ana Cristina da Family Vet te explica mais sobre esse comportamento




É normal que o seu cão te peça comida, principalmente se você está com um alimento gostoso em mãos. Os pets conseguem ser extremamente manipuladores e o ato de pedir e comer exageradamente, pode não estar ligado necessariamente ao estômago vazio. Por isso é preciso entender que o apetite (disposição para comer mais e mais), não é o mesmo que fome (necessidade fisiológica de se alimentar por déficit de nutrientes circulantes no sangue).

Quando um cachorro tem o hábito de comer demais, devorando a ração em segundos e ainda querendo mais, ele pode estar sofrendo de compulsão alimentar. Essa condição se caracteriza pelo hábito do animal exagerar na ingestão de alimentos sólidos, seja a da ração ou a da comida caseira.

A compulsão alimentar pode estar associada à ansiedade, carência afetiva, depressão, estresse ou, em alguns casos, alterações hormonais. Geralmente, cães que apresentam esse problema são carentes e competitivos. Ou seja, esses animais pedem a atenção dos donos o tempo todo e querem os brinquedos só para eles.

Na maioria dos casos, a compulsão alimentar ocorre em locais em que há dois ou mais animais convivendo juntos. E é possível perceber que há algo de errado com a alimentação do cachorro quando ele começa a roubar a comida de outro cachorro, a comida de um gato, os restos de comida do lixo ou procura comida em cima da mesa

. Esse desejo de comer compulsivamente também pode estar ligado a algum hábito criado pelo tutor ou a aspectos comportamentais, como tédio e falta de exercícios, além de uma dieta que não cumpra suas necessidades nutricionais; parasitas internos; o pet pode estar copiando más atitudes do tutor; influência do ambiente (por exemplo, uma cozinha sempre deixará o cão com vontade de comer algo) ou histórico de fome no passado.

É essencial que uma consulta ao médico veterinário seja realizada; enfermidades como a diabetes, doença de Cushing, hipertireoidismo e distúrbios pancreáticos podem desencadear esse comportamento e precisam ser diagnosticadas o mais rápido possível. Animais que tomam corticoides e anticonvulsivantes também estão predispostos a comer mais que o necessário.

No caso de ingestão casual de grande quantidade de comida, é importante que um médico veterinário acompanhe o cachorro que apresenta uma distensão abdominal – o problema, aliás, pode comprometer a hidratação e a circulação sanguínea. A partir da avaliação clínica e de exame de raio X e ultrassom, para avaliar o tamanho do estômago do animal, o médico veterinário indicará o melhor tratamento.

Oferecer petiscos quando o animal não está com fome, não impor limites e inserir alimentos inadequados na dieta do pet, contribuem para a perpetuação desse cenário. Corrija esses hábitos!

#cachorro #comida #compulsão #veterinária #familyvet

246 visualizações

Autenticão 2018

Todos os direitos reservados

  • White Facebook Icon
  • White Instagram Icon
  • White LinkedIn Icon
  • White Google+ Icon

Autenticão - São Paulo - ​30.041.893/0001-84​ - PAC 9 dias úteis / Sedex 6 dias úteis

Site created by Carolina Koury