Viajar de avião com o pet: dicas para segurança e saúde

Cleber Santos, adestrador da Comport Pet, conta dicas especiais para você que está pensando em levar seu peludo para viajar de avião. Confira!




Cada vez mais cresce o número de tutores que levam seus animais para viajar junto com eles, mesmo para viagens longas, de avião ou carro.


Nem todos os cães tem uma boa reação durante sua primeira viagem de avião. Por isso, temos pontos importantes para que o passeio seja tranquilo para o animal. Por conta da alta procura algumas companhias têm se aperfeiçoado no atendimento para pets, já permitindo que os animais de estimação viajem junto com os donos na cabine.


Uma das primeiras coisas que é preciso saber é que o animal vai passar algumas horas dentro da caixa, independentemente se for despachado ou viajar ao lado do tutor. Se ele não está acostumado com isso, é importante treina-lo com antecedência. Coloque o cachorro opor alguns minutos por dia na caixa, e aumente o período gradativamente. A ideia é que na hora da viagem, o animal fique menos estressado. Esse treino pode ser feito pelo tutor ou por um especialista em comportamento animal.


Tendo em vista que seu pet está acostumado com sua caixa, devemos passar para checagem de informações junto com as companhias: regras de aceitação de animais em voo, quarentena, vacina e local de viagem. Algumas companhias aéreas não permitem determinadas raças, geralmente são pedidas informações como: peso do animal, raça, idade, peso da gaiola, entre outras. Em alguns casos, só é permitido no máximo dois animais por voo. Em segundo lugar, verifique se a companhia aérea exige que o pet passe por uma quarenta supervisionada por veterinários, para não transmitir nenhuma doença para o local de destino. Existe um setor específico em que o animal deve ficar dois ou três dias antes da data de embarque. Não se esqueça de levar o atestado do veterinário no dia da avaliação. Ainda quanto a saúde, confira se a vacinação do seu pet está em dia. O percurso, ou até mesmo o contato com o ar de outro país/cidade, pode ocasionar alguma reação diferente no animal, para evitar esse tipo de problema garanta que ele esteja protegido.


Por fim, busque onde seu animal terá de viajar: dependendo da companhia aérea, ele terá de ir no compartimento de bagagem. A forma mais procurada é a opção da cabine junto ao dono, em que o animal viaja dentro da caixa de transporte, mas nem sempre é possível escolher o local que o pet irá ocupar. Fique atento a segurança e saúde de seu amigo e viaje com tranquilidade! Até mais :)

#avião #viagem #pet #caixadetransporte #dicas #adestramento


49 visualizações

Autenticão 2018

Todos os direitos reservados

  • White Facebook Icon
  • White Instagram Icon
  • White LinkedIn Icon
  • White Google+ Icon

Autenticão - São Paulo - ​30.041.893/0001-84​ - PAC 9 dias úteis / Sedex 6 dias úteis

Site created by Carolina Koury